Single Cloud Template – Classy
5 (100%) 5 votes

O Que Quebra o Jejum Intermitente?

Post date:

Author:

Category:




O Que Quebra o Jejum Intermitente?

5 (100%) 1 vote


Jejum intermitente

Veja a seguir o que quebra o jejum intermitente, método que vem ganhando cada vez mais popularidade entre as pessoas que querem perder peso, manter o peso ou buscam um estilo de vida mais saudável. O que deve ser evitado e o que pode ser consumido durante o jejum?

Vários especialistas que seguem pessoalmente um projecto de jejum intermitente ou que os prescrevem para os pacientes foram consultados para saber o que quebra o jejum intermitente mas ainda preserva alguns dos seus benefícios, e o que você nunca deve consumir durante o jejum.

Aproveite para saber também o que manducar no jejum intermitente e confira uma estudo que responde se o jejum intermitente emagrece mesmo.

Qualquer quantidade de calorias tecnicamente quebra o jejum intermitente

Tecnicamente, consumir qualquer quantidade de calorias quebra o JI, e algumas calorias podem inclusive inativar algumas das vantagens do jejum.

De convénio com o Dr. Benjamin Horne, epidemiologista genético, quando feito a longo prazo, o jejum pode ajudar a prevenir a doença arterial coronariana e a diabetes.

Um dos principais mecanismos do jejum intermitente é chamado autofagia, que é um processo de renovação celular que remove partes celulares disfuncionais e melhora o funcionamento das células do corpo promovendo a longevidade e o funcionamento corporal universal ideal.

Segundo o Dr. Horne, alguns mecanismos por trás dos benefícios do jejum, porquê por exemplo a cetose (que aumenta a queima de gordura), permanecem ativos com o consumo de certos macronutrientes, mas outros, porquê a autofagia, podem não permanecerem ativos.

“Nos humanos, parece que a autofagia não permanece tão ativa quando qualquer iguaria é consumido”, disse o profissional.

As coisas começam a permanecer um pouco complicadas quando se falam de míseras 2 a 5 calorias porquê por exemplo é o caso do moca.

De convénio com o Dr. Horne, é provável que, para conseguir obter o sumo mercê da autofagia, o ideal seja consumir exclusivamente chuva, já outros não têm tanta certeza de que as pessoas precisam ser tão exigentes.

“Ouvi bons debates sobre se o moca pode ou não quebrar o jejum intermitente. De qualquer maneira, não temos nenhuma boa evidência para mostrar”, disse o Dr. Pedre.

“Eu diria que se você ingerir moca preto orgânico – sem açúcar, adoçantes ou creme – tudo muito. Dito isso, fique o mais próximo provável de zero calorias durante as horas de jejum, bebendo bastante chuva filtrada e chás de ervas, que também são bons”, afirmou o profissional.  

Víveres que mantêm muitos dos benefícios do jejum intermitente

Sabe-se que o “tudo ou zero” nem sempre é alguma coisa sustentável ou guardado, e que ainda existem muitos benefícios entre um jejum rigoroso, exclusivamente com chuva, e o consumo de exclusivamente uma repasto saudável, e um mais maleável.

Muitos especialistas dizem que não há problema em consumir certos vitualhas calóricos em pequenas quantidades se isso irá te ajudar a seguir o jejum intermitente.

A médica Amy Shah permite o consumo de 30 a 40 calorias de fontes que não aumentam os níveis de açúcar no sangue, porquê o moca ou chá com um pouco de leite de amêndoa sem açúcar para ajudar os pacientes a ficarem felizes.

Ela disse: “Eu chamo isso de ‘jejum sujo’. Para mim, eu palato de jejuar o sumo provável com exclusivamente chuva, que pode ser 13 ou 14 horas de jejum de chuva, depois tomarei meu chá com leite de amêndoa e termino por volta das 16 horas”.

O Dr. Horne concorda que algumas vantagens do jejum permanecem com a ingestão mínima de certos vitualhas: “Um mecanismo divulgado por permanecer ativo quando uma pequena quantidade de comida é consumida é a cetose – desde que você consuma menos de 50 gramas de carboidratos em um dia.”

Ele continua dizendo que “alguns efeitos porquê o impacto do jejum no microbioma intestinal podem ser diferentes dependendo de se tratar de uma dieta exclusivamente com chuva ou muito baixa em calorias e com uma pequena quantidade de comida consumida, mas ambos podem fornecer qualquer mercê quando comparado a manducar uma quantidade padrão de vitualhas”.

A nutricionista Ali Miller também aprecia uma abordagem mais maleável. Ela diz que o que quebra o jejum intermitente é o consumo de vitualhas ou de uma substância calórica, no entanto, muitas pessoas que desfrutam dos benefícios do jejum e desejam incorporá-lo porquê um ritual quotidiano podem adotar uma abordagem mais maleável.

Veja agora alguns itens que tecnicamente possuem calorias e, tecnicamente, quebram um jejum intermitente, mas, segundo os especialistas, ainda oferecem muitas vantagens deste jejum.

O que quebra o jejum intermitente mas ainda mantém benefícios

– Gorduras saudáveis

Você provavelmente já ouviu falar das pessoas cuja versão do jejum intermitente envolve consumir zero além de moca misturado com óleo de coco até o meio dia.

É isso o que a Dra. Miller labareda de “jejum gordo”, já que tecnicamente interrompe o jejum e reduz a autofagia até evidente ponto, mas pode efetivamente sustar os desejos por vitualhas, mantendo alguns dos principais benefícios do jejum.

Esse tipo de quebra de jejum ajudaria a melhorar a saciedade. Consequente ajuda a prolongar uma verdadeira repasto, facilitando o metabolismo da gordura corporal e na produção de cetona pela manhã, momento em que os níveis de insulina normalmente são elevados em seguida o aumento do cortisol matutino.

Sem
uma ração de gordura, esses níveis elevados de insulina e cortisol podem
provocar a rafa ou desejos e levar você a manducar.

Consumir
gordura de forma saudável durante o período de jejum também pode ser alguma coisa
particularmente proveitoso quando o seu objetivo principal não é a perda de peso.

Os
baixos níveis de gordura corporal podem gerar desequilíbrios hormonais,
portanto, uma “gordura rápida” seria apropriada para pessoas que procuram
alterações ou manutenção moderada da elaboração corporal.

Para
mulheres que lidam com fadiga adrenal ou hipotireioidismo, a soma de um pouco
de gordura à sua janela de jejum pode ser ainda mais importante, porque porquê a
gordura é necessária para produzir hormônios, uma gordura rápida também pode
ser uma ótima técnica para melhorar e manter o estabilidade hormonal saudável.

– Chá e moca

Uma vez que mencionado anteriormente, essas bebidas contêm tão poucas calorias que fica difícil declarar se reduzem alguns dos benefícios do jejum intermitente – no sumo elas podem reduzir um pouco a autofagia.

Curiosamente,
um estudo realizado em animais descobriu que o moca realmente induziu a
autofagia em camundongos, mas ainda não está evidente se a autofagia teria sido
maior na exiguidade de todas as calorias ou se os resultados seriam os mesmos em
humanos.

O que se sabe é que, em muitos casos, o chá e o moca podem facilitar a aderência ao jejum. A cafeína oferece alguns benefícios porquê, por exemplo, a supressão do gosto e, para muitas pessoas, esse pode ser o mecanismo que elas precisam para manter o jejum.

Porém, se você está bebendo moca e percebe que não está obtendo os resultados, o ideal é reduzir o seu consumo ou eliminá-lo para ver se isso ajuda.

Uma boa notícia é que essas bebidas não interferem nas vantagens do jejum porquê, por exemplo, a queima de gordura e cetose, e o moca pode até ajudar a amplificar alguns dos benefícios do jejum, porquê a melhora da sensibilidade à insulina.

– Caldo de osso

Outro líquido que é frequentemente considerado “admissível” durante o jejum é o caldo de osso. Novamente, isso tecnicamente está entre o que quebra o jejum intermitente, mas dependendo dos seus objetivos, pode ser uma soma inteligente.

Até o renomado profissional Jason Fung mostra aspectos positivos em porquê reduzir a rafa e melhorar a saciedade durante o jejum através do caldo de osso, enquanto que ao mesmo tempo ele fornece minerais e eletrólitos.

O consumo de exclusivamente chuva, mormente quando o jejum excede 16 horas, pode reduzir os níveis de eletrólitos no corpo, levando a possíveis complicações porquê pressão baixa, confusão mental, espasmos musculares, náusea e fadiga.

Se você não quiser consumir caldo de osso, a Dra. Millher diz que você pode simplesmente aditar duas colheres de chá de sal marítimo rico em minerais à sua chuva e assim obter esses benefícios.

O caldo de osso, que é rico em gelatina e aminoácido glutamina, também pode ser particularmente proveitoso se você estiver procurando reequilibrar ou medicar o seu tripa.

Entretanto, algumas pesquisas mostraram que a glutamina (e as proteínas no universal) alimenta um processo chamado mTOR, que impede a autofagia; por isso, o ideal é não exagerar e saborear continuamente esse iguaria ou moca com pó de colágeno por exemplo, durante as horas de jejum.

No entanto, provavelmente seria necessária uma quantidade maior de glutamina do que você encontraria em uma caneca de caldo de osso para negar completamente esses benefícios. Por isso, se o caldo de osso é a instrumento necessária para você se manter no jejum, continue usando-o.

Alguma coisa para evitar sempre mesmo que tecnicamente não quebre o jejum intermitente

Apesar
de não conterem calorias, a maioria dos especialistas afirmam que os adoçantes
com zero calorias devem ser evitados durante o jejum.

Tecnicamente, eles contêm zero calorias, o que pode fazer com que eles não apareçam entre o que quebra o jejum intermitente, mas eles podem atrapalhar o estabilidade intestinal e provocar muito mais problemas.

O
Dr. Pedre aconselha que, se você de traje precisa de um adoçante, opte sempre
por estévia 100% orgânica, porém com moderação durante o jejum.

Embora
tenha zero calorias, os adoçantes ainda podem anular alguns dos principais
benefícios do jejum intermitente, incluindo o controle de gosto, pois não é
porque alguma coisa não é calórico que ele está livre de influência metabólica.

O sabor rebuçado afeta os receptores de GLP-1 na língua, o que aumenta a liberação de insulina, que não é o ideal, pois a insulina tem um impacto negativo no jejum e pode provocar queda de açúcar no sangue, podendo provocar rafa.

Dica para quem sente que sempre “precisa” de alguma coisa durante o jejum

Ao longo do tempo, idealmente, o jejum intermitente irá ajudar a reduzir os desejos e a sensação de rafa devido ao seu efeito proveitoso na sensibilidade à insulina.

Porém,
se você não está se alimentando muito durante as horas de repasto, isso pode
resultar em sensações intensas de rafa.

Alguns
problemas que surgem quando as pessoas ficam com muita rafa durante o jejum são
que elas podem não estar se alimentando o suficiente durante o horário de manducar,
ou fazendo escolhas erradas na janela de sustento.

Por
isso, manter um quotidiano fomentar pode ajudar a prometer que você esteja comendo
o suficiente e os vitualhas certos.

Se você estiver fazendo as duas coisas corretamente e ainda não estiver perdendo peso, diminua o tempo de uma ou duas horas e veja se isso te ajuda.

Você já conhecia o que quebra o jejum intermitente? Já experimentou esse método para perder peso? Comente inferior!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

Deixe o seu voto




Deixe o seu voto

Pegue sua Dieta de 21 dias

INSTAGRAM

Pegue sua Dieta de 21 dias

5 Benefícios da Rambutão – Para Que Serve e Propriedades

Parente da lichia, o rambutão ou rambutan é uma fruta exótica, nativa da Malásia e da Indonésia, que apresenta uma polpa branca e uma casca enxurro...

Jejum Intermitente – Quantas Vezes por Semana?

Quantas vezes por semana você irá fazer o jejum intermitente irá depender de pacto com os seus objetivos. Saiba uma vez que calcular e...

Uma vez que o ácido úrico na seiva pode indicar o percentual de gordura?

Um estudo realizado por um grupo de pesquisadores brasileiros teve porquê objetivo identificar a relação das concentrações do ácido úrico salivar com o percentual...

Entrar

Esqueceu a senha?

Insira os dados da sua conta e nós lhe enviaremos um link para redefinir sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.