Single Cloud Template – Classy
5 (100%) 3 votes

Prenhe Pode Fazer Estirão? Quanto Tempo?

Post date:

Author:

Category:




Prenhe Pode Fazer Estirão? Quanto Tempo?

5 (100%) 2 votes


Grávida caminhando

Caminhar é um ótimo treino para qualquer pessoa que deseje manter a saúde em dia e até mesmo perder peso. Veja agora se prenhe pode fazer marcha também e até quanto tempo é recomendado por dia para não fazer mal ao bebê e à própria mulher.

Aproveite para já saber os melhores exercícios para gestantes que podem ser importantes para uma gravidez saudável e também algumas dicas de víveres essenciais na gravidez.

Desde que a mulher não exagere e o médico aprove, a prenhe pode fazer marcha, que inclusive é considerado um ótimo treino e muito seguro para as futuras mamães. Trata-se de um treino de grave impacto sobre as articulações e o coração, mas que ajuda o corpo a combater todos os tipos de doenças crônicas.

Uma marcha de 30 a 45 minutos pode ajudar a perder peso, diminuir as chances de problemas cardiovasculares, melhorar a circulação sanguínea, fortalecer os ossos e músculos e estimular o sistema imunológico do corpo. Confira em detalhes todos os benefícios da marcha para o corpo e a mente.

Durante a gravidez, o treino traz ainda mais benefícios e ajuda a mulher a se manter em forma e saudável.

Por que prenhe deve caminhar?

É principal manter a saúde e também se ajustar a todas as mudanças que acontecem em seu corpo, e a marcha é uma das melhores maneiras de fazer isso, sendo recomendado porquê o melhor treino cardiovascular para as mulheres durante a gravidez.

Ao fazê-la diariamente, você manterá o corpo em forma, além de não precisar de nenhum equipamento próprio, horário fixo ou custos extras.

Ao se consultar com um médico, caso não haja nenhum risco para a própria gravidez, a mulher irá justificar que prenhe pode fazer marcha durante os nove meses de gravidez, e mesmo se antes da gravidez nunca tenha se treinado, a marcha continua sendo uma atividade segura.

A mulher prenhe pode encetar a
caminhar desde o primeiro dia de gravidez.

Porquê se preparar para caminhar durante a gravidez

Se você caminhava regularmente antes de permanecer prenhe, continue fazendo isso, e se você é novata, comece com um passeio confortável de tapume de 15 minutos, três vezes por semana.

Uma vez que você tenha adquirido o hábito de caminhar regularmente, poderá fabricar sessões de caminhadas mais rápidas com duração de 30 minutos, quatro ou mais vezes por semana. Se tem um cimalha nível de condicionamento físico, poderá caminhar por mais tempo do que isso.

Só não se esqueça de desacelerar ou parar caso se sinta cansada, indisposta ou sentir qualquer dor. Geralmente, o seu corpo será capaz de proferir quando é hora de parar.

Se você tiver pouco tempo, incorpore a marcha em sua rotina diária, optando por caminhar distâncias curtas em vez de guiar ou pegar um ônibus ou táxi, ou use o pausa do almoço para trespassar e esticar as pernas.

Use protetor solar e chapéu se estiver caminhando em um dia ensolarado e ligeiro uma garrafa de chuva com você para ajudar a evitar a desidratação, finalmente, permanecer desidratada por aumentar a temperatura do seu corpo e o superaquecimento não é bom nem para você nem para o seu bebê.

Por quanto tempo a prenhe pode fazer marcha?

É recomendado caminhar 150 minutos por semana durante a gravidez, o que pode valer 30 minutos cinco vezes por semana. Se você caminhar exclusivamente de vez em quando, não receberá os benefícios do treino físico regular.

Tente se manter ativa todos os dias, e se realmente não conseguir, qualquer pequena marcha já terá qualquer favor.

Benefícios da marcha na gravidez

Uma mulher prenhe pode fazer marcha diariamente para aproveitar dos vários benefícios que esse treino proporciona, finalmente esse treino é considerado o melhor para elas. Alguns dos benefícios são:



  1. Regula o proveito de peso: embora o proveito de peso seja originário durante esta tempo, as caminhadas diárias ajudam a evitar o proveito de calorias extras.
  2. Faz com que o trabalho de parto seja mais fácil: com oriente treino físico, os músculos do quadril ficam mais tonificados, o que ajuda a ter um trabalho de parto mais tranquilo.
  3. Reduz a pressão arterial: mulheres com condições de pressão subida são propensas a uma complicação chamada pré-eclâmpsia, na qual é geral o trabalho de parto prematuro. Marchar a pé mantém os níveis de colesterol no sangue, controlando assim a pressão arterial.
  4. Ajuda com alguns desconfortos: dores nas pernas e desconfortos devido ao prolongamento da bojo são tratados melhor com caminhadas regulares.
  5. Melhora o humor da futura mãe: caminhar ao ar livre faz com que você mude de envolvente, o que tende a vangloriar o humor e age porquê um diminuidor do estresse. Ter um grupo de marcha oferece a você a oportunidade de saber novas pessoas, socializar e se divertir ainda mais.
  6. Qualidade física: a marcha mantém os músculos tonificados e mantém você ativa.
  7. Ajuda com problemas relacionados à gravidez: problemas porquê enjoos matinais, cólicas e constipação são comuns durante a gravidez, e a marcha é conhecida por sossegar todas essas condições.
  8. Bebês mais saudáveis: caminhar não só mantém o peso da mulher prenhe sob controle, porquê também o peso do bebê, o que facilita ainda mais o parto.
  9. Evita a diabetes gestacional: as mulheres são propensas à diabetes tipo 2 durante a gravidez, e caminhar ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue, reduzindo assim o risco.
  10. Fácil de realizar: fazer caminhadas é um pouco fácil, prático e não requer nenhum tipo de equipamento.

Porquê conciliar a marcha ao longo da gravidez

– Primeiro trimestre

Se você já caminhava antes da gravidez, não precisa se alongar muito dos seus hábitos de marcha. Use sapatos confortáveis para dar o pedestal que seus pés precisam, e quando estiver caminhando, coloque primeiro o calcanhar no pavimento e em seguida, vá descendo os pés até obter o pavimento com os seus dedos em vez de colocar o pé todo de uma vez no pavimento.

Se estiver um dia muito quente e úmido, faça uma marcha menor, diminua o ritmo ou experimente fazer outro exercícios, porquê por exemplo nadar.

– Segundo trimestre

Ao ter caminhado durante todo o primeiro trimestre, você provavelmente estará se sentindo com mais vontade, e o treino pode parecer até mais fácil. Por isso, você poderá até aumentar a intervalo percorrida, mas talvez comece a se sentir mais desconfortável agora que a sua bojo está começando a crescer.

Mantenha as costas retas, o nível da cabeça e do queixo e permaneça olhando para a frente. Você pode oscilar os braços para ajudar no estabilidade, e se quiser, poderá intensificar o treino. Manter uma boa postura ao caminhar garante que não sinta dores nas costas.

Você poderá perceber que a maneira porquê está caminhando mudou um pouco e pode ser que mexa mais os quadris. Isso ocorre porque o seu corpo está se ajustando a todas as mudanças que estão acontecendo com você. Seus quadris e tornozelos estão trabalhando muito, por isso, se exagerar, eles poderão doer.

Ouça o seu corpo e não caminhe até a exaustão. Se sentir que está difícil manter uma conversa enquanto caminha, desacelere um pouco ou considere caminhar por períodos mais curtos.

– Terceiro trimestre

Continue andando o supremo que puder, embora seja melhor evitar caminhos íngremes ou desnivelados que possam promover desequilíbrio. Se sentir dor na região pélvica ou nas costas durante a marcha, fale com o seu médico, assim ele poderá te encaminhar a um fisioterapeuta.

Caminhar durante a gravidez pode induzir o parto?

Muitas pessoas se perguntam se caminhar durante a gravidez pode induzir o parto. Estudos mostraram que as mulheres grávidas que caminham regularmente têm um trabalho de parto mais pequeno e mais confortável.

Uma pressão rítmica no útero ocorre enquanto a mulher caminha e isso leva à produção do hormônio ocitocina, que é responsável pela indução do parto. Outrossim, devido a esse treino, o bebê tende a descer em direção ao pescoço do útero, dando o posicionamento correto para o bebê para que ocorra um parto originário.

Outro ponto positivo é que a marcha ajuda a tonificar os músculos do corpo, principalmente os do quadril, o que pode levar a uma dor de parto menor e mais rápida.

Estudos relataram também que realizar uma marcha matutino ajudou as mães a terem partos naturais.

Agora que você sabe que prenhe pode fazer marcha e quanto tempo ela deve resistir, é hora de colocar um tênis confortável e trespassar para se exercitar!

Você já imaginava que prenhe pode fazer marcha? Tem o prática de caminhar e pretende manter na gravidez? Comente inferior!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.




STAY CONNECTED

17,498FansLike
0FollowersFollow
1,829FollowersFollow
14,200SubscribersSubscribe

INSTAGRAM

Porquê é Feito o Examinação de Próstata

O cancro de próstata é o cancro mais generalidade entre os homens e a sua identificação precoce só é feita através do revista de...

8 Receitas Low Carb de Micro-ondas

Muito mais prático e rápido do que ter que esquentar as refeições no fogão ou no forno, é colocá-las no micro-ondas por unicamente alguns...

10 Provisões Ricos em Carboidratos Complexos

Tanto os carboidratos simples quanto os carboidratos complexos são transformados em glicose (açúcar no sangue) dentro do organização e usados na forma de pujança....