Single Cloud Template – Classy
5 (100%) 5 votes

Formigamento no Pele Viloso – O Que Pode Ser e O Que Fazer

Post date:

Author:

Category:




Formigamento no Pele Viloso – O Que Pode Ser e O Que Fazer

5 (100%) 3 votes


Formigamento no couro cabeludo

O epiderme viloso e é definido uma vez que o invólucro ou envelope de tecido tenro da zimbório craniana (secção superior do crânio), que é constituído por cinco camadas. Veja a seguir o que pode ser o formigamento no epiderme viloso e saiba o que fazer se estiver sentindo esse problema, de negócio com o diagnóstico.

Essas cinco camadas são chamadas de pele, tecido subjuntivo, aponeurose epicraniana, tecido areolar solto e pericrânio. As primeiras três camadas do epiderme viloso ficam juntas em uma única unidade, que pode se movimentar ao longo do tecido areolar solto sobre o pericrânio.

É do epiderme viloso que os nossos cabelos nascem, herdando tanto as suas qualidades quanto os seus defeitos. Tanto que um epiderme viloso mal zelo pode atrapalhar a nutrição dos fios e resultar em problemas uma vez que caspa, descamação e oleosidade em excesso.

Entretanto, mais do que isso, os sinais e sintomas que surgem no nosso epiderme viloso podem indicar a presença de alguma exigência ou doença.

Aproveite para saber também o que pode ser formigamento no rosto, se for esse o seu caso.

Você sabe o que pode ser o formigamento no epiderme viloso?

Você é daqueles que fica
preocupado quando sente um tanto estranho no epiderme viloso? Ou não dá tanta
relevância assim às reações que aparecem nessa região do corpo?

Saiba que o formigamento no epiderme viloso é um sintoma que merece a nossa atenção, pois pode ser sinal de uma série de problemas. Entre as possíveis causas apontadas para esse sinal, encontram-se:

1. Irritação na pele

A poluição e alguns produtos
para os cabelos uma vez que tintas, descolorantes, itens de alisamento e shampoos com
fragrâncias ou substâncias químicas podem irritar a superfície do epiderme
viloso.

Ou por outra, detergentes
de roupa (sabão em pó, líquido ou concentrado), sabonetes, cosméticos, chuva,
hera venenosa e metais também podem provocar irritações no epiderme viloso.

É importante saber ainda que se olvidar de enxaguar o shampoo dos cabelos pode suscitar prurido e que a emprego de calor pode piorar a irritação.

2. Doenças de pele

As seguintes doenças também foram apontadas uma vez que possíveis causadoras de formigamento no epiderme viloso e de outros sintomas uma vez que prurido, sensação de picadas e calor:

  • Psoríase: se desenvolve quando as
    células da pele são reproduzidas mais rapidamente do que o habitual e provocam
    manchas elevadas de pele seca e escamosa. Segundo a Instalação Vernáculo da
    Psoríase dos Estados Unidos, a psoríase no epiderme viloso atinge pelo menos um
    em cada duas pessoas que sofrem com a doença;
  • Dermatite seborreica: a exigência afeta o
    epiderme cabelo e outras áreas propensas ao óleo. Seus sintomas também podem
    incluir vermelhidão, pele oleosa, pele inflamada e escamação;
  • Foliculite: é caracterizada pela
    inflamação e o inchaço dos folículos capilares. Pode ter causas bacterianas,
    virais ou fúngicas e provocar dor, espinhas parecidas com protuberâncias
    vermelhas e lesões na pele;
  • Arterite de células gigantes ou arterite temporal: é uma doença rara que costuma atingir pessoas mais velhas e
    aparece quando o sistema imunológico ataca as artérias, provocando inflamação.
    A exigência pode suscitar ainda dores de cabeça e nas articulações, além de
    sensibilidade e dor no epiderme viloso e na face;
  • Calvície areata: às vezes, pessoas que sofrem
    com esse doença caracterizada pela queda dos cabelos relatam sentir
    formigamento ou calor no epiderme viloso.

3. Fatores hormonais

As oscilações hormonais associadas com o ciclo menstrual, a
gravidez e a menopausa podem desencadear o formigamento no epiderme viloso.

Ou por outra, a di-hidrotestosterona (DHT) é um hormônio sexual
masculino que já foi associado com a perda capilar: homens e mulheres que
sofrem com a queda de cabelo costumam ter níveis elevados de DHT.

Mas o que isso tem a ver com o formigamento no epiderme viloso?
Muito, embora não se tenha pesquisas que associem o DHT ao sintoma, algumas
pessoas já afirmaram terem veterano uma sensação de formigamento durante a
perda de cabelos.

Entretanto, acredita-se que a maioria das causas de formigamento no epiderme viloso não estão ligadas à queda de cabelo.

4. Causas climáticas

Enquanto um tempinho de inverno pode deixar o epiderme viloso sedento ou com prurido, a queimadura de sol pode suscitar formigamento no epiderme viloso e o calor e a umidade podem provocar uma sensação de picada na região.

5. Outros motivos

Piolhos, o uso de certos medicamentos, dores de cabeça uma vez que a
enxaqueca, esclerose múltipla, disfunção ou dano nervoso, pouca higiene,
infecções no epiderme viloso, estresse ou impaciência também podem provocar o
formigamento no epiderme viloso.

E logo, o que fazer?

O formigamento ligeiro no epiderme viloso geralmente some por conta própria e quando a justificação do problema é um resultado utilizado nos cabelos, ele costuma ser aliviado com a interrupção do uso do resultado em questão.

A partir de logo, você pode debutar a testar os produtos
capilares em uma espaço pequena da pele antes de debutar a usá-lo e escolher
itens mais fraquinhos e suaves uma vez que shampoo para bebê ou para epiderme viloso
sensível.

Entretanto, é preciso permanecer atilado para as outras possíveis causas do problema, principalmente com as doenças que podem estar por trás do formigamento no epiderme viloso.

Portanto, se o sintoma não sumir rapidamente por conta própria,
não for aliviado com a interrupção do uso de produtos para o cabelo
potencialmente irritantes para a pele ou vier escoltado de outros sintomas, é
fundamental procurar um médico dermatologista, narrar a ele todos os sinais que
experimentou (inclusive os que não estiverem relacionados à pele) para receber
o diagnóstico e o tratamento adequados.

No caso de uma doença de pele, esse tratamento poderá incluir o
uso de medicamentos de venda livre ou de receita médica, de cremes ou
shampoos.

Já se os sintomas apontarem para qualquer outro tipo de doença, o
dermatologista certamente te encaminhará para outro perito de modo que
você pode receber o diagnóstico e dar início ao tratamento que precisa.

Referências Adicionais:

  • http://www.ijtrichology.com/article.asp?issn=0974-7753;year=2012;volume=4;issue=2;spage=102;epage=104;aulast=Godse
  • https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/folliculitis/symptoms-causes/syc-20361634
  • https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/jocd.12203
  • https://emedicine.medscape.com/article/834808-overview

Você já sentiu formigamento no epiderme viloso? O que foi diagnosticado pelo médico? Comente inferior!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

Deixe o seu voto




Deixe o seu voto

Pegue sua Dieta de 21 dias

INSTAGRAM

Pegue sua Dieta de 21 dias

Conheça a MIND, a dieta que promete prevenir o Alzheimer

Quando a gente pensa em dieta, emagrecer e manter a saúde do corpo são as primeiras coisas com as quais associamos, não é mesmo?...

Cirurgia de Diverticulite é Perigosa? Porquê é feita e Quando é Indicada?

Veja a seguir se uma cirurgia de diverticulite é perigosa, ou seja, se há qualquer risco para o paciente, uma vez que é feta...

Ovo Frito Faz Mal?

Atualmente, a teoria de que o ovo é um vilão para a saúde já caiu, mas sabemos que tudo depende do preparo. Veja a...

Entrar

Esqueceu a senha?

Insira os dados da sua conta e nós lhe enviaremos um link para redefinir sua senha.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.